Documentação Técnica

* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.


sábado, 9 de abril de 2011

Capitania dos Portos da Amazônia Ocidental exige sistema de defensas na Ponte do Rio Negro (AM)

Defensas da Ponte do Rio Negro custarão R$ 89,2 milhões

Enviada em 4 de abril de 2011

O sistema de proteção será implantado pela empresa Erin Estaleiros Rio Negro Ltda., que venceu a licitação. Após esta etapa, faltará ainda a iluminação cênica para a conclusão.


Manaus - A Secretaria da Região Metropolitana de Manaus (SRMM) informou que já recebeu sinal verde para homologar o resultado da licitação da empresa que vai implantar o sistema de proteção dos pilares da ponte sobre o Rio Negro, que custará R$ 89,2 milhões. Segundo o secretário da RMM Renê Levy Aguiar, na última terça-feira (29), a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) liberou o orçamento para essa etapa do empreendimento, o que vai possibilitar a publicação do resultado no Diário Oficial do Estado e a posterior liberação da ordem de serviço.

O sistema de defensas da ponte faz parte do planejamento do empreendimento e atende exigência da Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos da Amazônia Ocidental. Será implantado pela empresa Erin Estaleiros Rio Negro Ltda., que venceu a licitação com proposta de R$ 89,2 milhões. “O governador Omar Aziz quer toda a concentração e empenho de esforços para entregar essa obra de integração do nosso estado na maior brevidade possível, observados os requisitos de segurança à navegação, ao tráfego de veículos e á vida humana”, acrescenta Aguiar.

O secretário da SRMM informa, ainda, que aguarda autorização da Marinha para readequar o sistema de defensas e, dessa forma, reduzir o seu custo em aproximadamente R$ 26 milhões, por meio de aditivo de supressão. “A readequação não comprometerá nem a estrutura da ponte nem a segurança das embarcações”, frisou Aguiar.

Além do sistema de defensas, outras obras acessórias ao projeto da ponte sobre o Rio Negro estão em diferentes fases de implantação, como o sistema de iluminação cênica de toda a obra desde o tabuleiro até o acesso da margem de Iranduba, que está orçado em R$ 14,5 milhões e vai ser licitado no próximo dia 26 de abril. Há ainda a parte de sinalização náutica e sistema de proteção de descargas atmosféricas, que está estimado em R$ 3,5 milhões.

Cronograma

A estimativa da SRMM é concluir a ponte sobre o Rio Negro até o final deste semestre. A conclusão depende das obras acessórias, que são a construção das defensas e o término da iluminação cênica, finalizando todo o aparato necessário referente ao bom e seguro funcionamento da ponte.

“Atualmente, o período de chuvas intensas tem dificultado parte dos trabalhos que vêm sendo efetivados na obra, sobretudo no acesso viário da margem do Iranduba. O trecho de aproximadamente de 900 metros desse acesso não pode ser concluído por conta do atraso na conclusão dos tabuleiros, que ocorreu devido as chuvas”. Esse trecho vem sendo utilizado como pátio de vigas.

Na obra física da ponte, a SRMM informou que já foi concretado um dos três tabuleiros que ainda precisam ser concluídos na margem do Iranduba. “Outro (tabuleiro) já está sendo concretado e, até a segunda quinzena de abril, os tabuleiros estarão concluídos”. Até o final de maio, está previsto o encaixe das últimas quatro aduelas, duas de cada lado, nos vãos estaiados da ponte.

“Concluída a obra física da ponte, os trabalhos serão concentrados na terraplanagem no acesso da margem direita em Iranduba. Nós precisamos de uma janela razoável de sol, algo em torno de 30 dias de sol, para concluir a terraplanagem e depois lançar o pavimento asfáltico numa primeira camada, para então lançarmos a camada final de asfalto desde o entroncamento da AM 070, do lado de Iranduba, até o lado de Manaus, passando sobre o tabuleiro da ponte. Por último entram as sinalizações verticais e horizontais que são necessárias para a devida utilização da ponte”, relatou.

Fonte: Agência T1, http://tinyurl.com/3lzjl4c.

Nenhum comentário:

Postar um comentário